Líder Aviação realiza voo no Sikorsky S-92 Helibus com equipe formada por mulheres

  • Destaque
  • Notícias
  • Líder Aviação realiza voo no Sikorsky S-92 Helibus com equipe formada por mulheres
Em um mercado de trabalho predominantemente masculino, um voo de um Sikorsky S-92, um dos maiores helicópteros usados na aviação civil (com quase 20 metros de comprimento e capacidade para atender a 18 passageiros, incluindo dois pilotos e um comissário de bordo.), foi realizado por uma equipe formada apenas por mulheres. Uma inspetora e uma técnica de manutenção em helicópteros, uma piloto, uma copiloto e uma comissária de bordo foram as responsáveis por um voo offshore (transporte de passageiros e carga para plataformas de petróleo em alto-mar) da Líder Aviação, em celebração ao Dia Internacional da Mulher.
“Além de fazer justa homenagem às mulheres, nós queríamos chamar a atenção para o fato de que a mulher pode estar onde quiser. Estar em um voo desse porte, com um helicóptero tão grande, em uma operação tão específica e exigente quanto a de offshore, é um retrato da realidade. E, na Líder, acreditamos no desenvolvimento, no conhecimento. Então, com as habilitações e certificações exigidas para cada cargo, a mulher chega onde quiser na Líder”, comenta Júnia Hermont, superintendente da empresa e com mais de 23 anos de experiência no mercado da aviação.
O voo da Líder
No dia 28 de fevereiro, o S-92 foi inspecionado antes da decolagem pela inspetora em manutenção de helicópteros Marina Prado da Silva e pela técnica em manutenção de helicópteros Jéssica Mitie Zukeram. No comando da aeronave estavam a piloto Rejane Batista e a copiloto Paula de Almeida Siqueira, além da comissária de bordo Fabiana Quadros. O S-92 saiu do Aeroporto de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, em direção à plataforma de petróleo em um voo de aproximadamente uma hora e meia em alto-mar. (Leia no fim deste texto os depoimentos de cada uma delas)
“A operação, chamada offshore, é em si uma operação complexa, que exige profissionais muito qualificados. E esse voo, exclusivamente feito por mulheres em um helicóptero de grande porte, nos orgulha muito e nos mostra que estamos no caminho certo: valorizando a capacidade, a habilidade, o conhecimento e o esforço de todos os envolvidos”, acrescenta a superintendente. 
Na Líder, as mulheres representam atualmente 17% do quadro total de colaboradores. Desses, 34% atuam em atividades da linha de frente da operação, e se considerarmos os cargos de liderança, as mulheres representam 32%. Na empresa temos diversos exemplos de trajetórias de gestão, inclusive no seu board executivo, como a superintendente, Junia Hermont, a diretora superintendente de manutenção, fretamento e gerenciamento de aeronaves Bruna Assumpção, a diretora de Tecnologia da Informação, Celina Marinho, a diretora de Atendimento Aeroportuário, Cynthia Oliveira, e a diretora jurídica, Margherita Toledo, por exemplo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn