Air Canada pede concordata preventiva

A maior companhia aérea do Canadá entrou com pedido de concordata na justiça canadense, como medida de proteção preventiva até o começo do próximo mês de maio, o que vai permitir que ela mantenha suas operações. Durante este período de tempo, a Air Canada tentará negociar sua dívida de cerca de 13 bilhões de dólares canadenses junto aos seus credores e deverá implementar um programa para adequar seus custos. A empresa aérea tem cerca de 40 mil funcionários e uma frota de mais de 350 aeronaves, além de uma extensa rede de rotas domésticas e internacionais e é integrante da Star Alliance. Foto: José Carlos Masagão

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn