Helicópteros da Rússia projeta aumento nos negócios com o Brasil

Empresa da estatal Rostec inicia a certificação do helicóptero Mi-171A2 no País

A previsão de analistas de um aumento de até 20% na demanda global por helicópteros nos próximos cinco a dez anos e o tamanho do mercado brasileiro, cerca de 37% da frota de todo o continente americano, levaram a holding Helicópteros da Rússia a acelerar seus projetos de expansão no Brasil. Parte integrante da corporação estatal Rostec, a fabricante entregou à ANAC a documentação técnica e operacional do helicóptero Mi-17A2. Desde 2000, a Rússia já entregou 16 exemplares de diferentes modelos para o Brasil. Segundo a empresa, o Brasil tem alta procura por helicópteros multifunção de porte médio e o modelo traz para o mercado local uma nova e moderna opção, espaçosa e confiável pois oferece uma gama alta que é importante para um país onde as máquinas operam ativamente em áreas remotas. Ao mesmo tempo, no âmbito de parceria internacional, a companhia pretende desenvolver o serviço pós-venda, que garante o máximo de recursos operacionais e que é uma condição necessária para a segurança de voo. Há mais de dez anos, os helicópteros Mi-171A1 operam com sucesso no país. Caso as perspectivas de crescimento econômico da América Latina se confirmem, a expectativa dos analistas é de que haja um aumento de 13 a 15% na participação do continente no mercado de helicópteros, com capacidade de demanda em dez anos estimada entre 1.500 e 1.650 novas aeronaves. A tendência a uma recuperação do setor de Óleo e Gás no Brasil permite que se estime aumento anual de demanda de duas a quatro aeronaves, em período de dois a três anos. Em 2005, o helicóptero Mi-171A1, otimizado para as exigências dos operadores comerciais europeus e os regulamentos de aviação FAR-29, recebeu aprovação do certificado de tipo no Registro Aeronáutico Brasileiro. Durante o seu desenvolvimento, foi dada atenção especial às questões de segurança. No mesmo ano, o primeiro aparelho do tipo  foi entregue ao Brasil. Baseado neste modelo, foi apresentada a versão Mi-171A2. Mais de 80 mudanças foram feitas no design e o helicóptero é equipado com motores VK-2500PS-03 (uma versão civil de motores instalados em helicópteros de combate Mi-28) com sistema de controle digital. O aparelho também está equipado com um rotor de cauda X mais eficiente e um novo rotor principal com lâminas totalmente feitas de material composto e design aerodinâmico melhorado. Em agosto de 2017, o modelo recebeu da Agência Federal de Transporte Aéreo da Federação Russa um certificado de tipo da categoria "A", que prevê a implementação dos mais rigorosos requisitos de segurança para helicópteros civis.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn