França Anuncia Programa de Porta-Aviões Nuclear

O presidente francês Emmanuel Macron anunciou que o Porte-Avions Nouvelle Génération (PANG, porta-aviões de nova geração) do país será movido a energia nuclear. O anúncio de Macron foi acompanhado pela divulgação de mais detalhes sobre o navio, que deve entrar em serviço em 2038.

O PANG foi criado após uma tentativa abortada (em 2013) de construir um porta-aviões em cooperação com o Reino Unido. Conhecido como PA2 e conhecido como Richelieu, o navio usava o design de duas ilhas dos navios britânicos, mas teria catapultas para lançar aeronaves no lugar das rampas de esqui dos navios ingleses.

O lançamento do navio está programado para 2036 para concluir os testes de montagem e de mar a tempo para a data de entrada em serviço de 2038.

O PANG contará com dois reatores K22 de 220 megawatts – construídos e integrados por uma equipe liderada pela Technicatome – proporcionando uma velocidade máxima de cerca de 27 nós. Medindo cerca de 300 metros de comprimento e 80 metros de largura, o PANG terá um complemento – incluindo o grupo aéreo – de cerca de 2.000 marinheiros, acomodados em confortáveis ​​cabines de quatro a oito beliches. A embarcação deslocará 75.000 toneladas em plena carga, um aumento considerável no tamanho em comparação com o porta-aviões atual, o Charles de Gaulle de 42.500 toneladas.

O aumento de tamanho é em grande parte devido ao aumento de tamanho e peso do equipamento principal da aeronave do PANG, o caça franco-alemão-espanhol de última geração (NGF). Espera-se que o gruo aéreo seja baseado em “cerca de 30” NGF. O porta-aviões também será compatível com o atual Dassault Rafale M, e dada a data de serviço declarada do NGF de 2040, é provável que o Rafale esteja a bordo para as operações iniciais.

Outros recursos do grupo aéreo serão três aeronaves de alerta antecipado Northrop Grumman E-2D Advanced Hawkeye.

Foto: navalnews.com

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn