EUA deixam tarifa de 15% inalterada sobre importação de aeronaves europeias

Organização Mundial do Comércio aprovou as tarifas em outubro de 2019 como compensação pelos subsídios europeus recebidos pela Airbus

O governo dos Estados Unidos deixou inalterada uma tarifa de 15% sobre as importações de aeronaves produzidas pela fabricante Airbus após uma revisão necessária de um amplo pacote de tarifas de US$ 7,5 bilhões para produtos europeus. A Organização Mundial do Comércio (OMC) aprovou as tarifas em outubro de 2019 como compensação pelos subsídios europeus recebidos pela Airbus. Em julho, surgiram notícias de que a empresa europeia havia ajustado os contratos de auxílio ao lançamento da França e da Espanha, aumentando as taxas de juros sobre empréstimos e alterando outros detalhes. A mudança foi vista como um esforço para finalmente resolver a disputa. A Airbus tem uma grande presença nos EUA, incluindo uma unidade de montagem do A320 e A220 em Mobile, Alabama. Os jatos fabricados nesses locais não estão sujeitos à tarifa. A empresa também observou que gasta cerca de US$ 15 bilhões anualmente com fornecedores norte-americanos. Mais informações no portal https://www.flightglobal.com/ .

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn