Vida e obra de Santos Dumont estão abertas a visitação durante a Olimpíada

Os 110 anos do primeiro voo do 14-Bis são celebrados neste ano

Uma cidade, um aeroporto, 55 bairros e 743 ruas, avenidas, praças, rodovias e alamedas foram batizadas com o nome de Santos Dumont no Brasil. Escolas, institutos, fundações e organizações em todo o País também homenageiam este brasileiro protagonista de incontável número de livros que exploram as múltiplas facetas do seu trabalho e da sua vida. Alberto Santos Dumont é mais conhecido por aqui como o Pai da Aviação, mas sua figura e seu legado vão muito além desta imagem. Retratado como um homem esguio, discreto e de pouca fala, o brasileiro que cresceu com o sonho de tornar real as “máquinas voadoras” dos livros de ficção de Julio Verne revolucionou o mundo com seu empreendedorismo e inovação. Marcas que estão vivas até hoje. O mineiro nunca registrou seus inventos. Sonhava com uma nova forma de transporte que aproximasse culturas e conhecendo-se melhor, as pessoas evitassem os conflitos. Ele faz parte da história de uma invenção que reconfigurou o mundo, transformou a maneira como nos relacionamos com o tempo e o espaço. Mais informações no endereço https://museudoamanha.org.br/pt-br/o-poeta-voador-santos-dumont .

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn