Thales apresenta nova solução para proteger zonas sensíveis do uso de drones

Ferramenta detecta, identifica, classifica e neutraliza equipamentos não autorizados que voam em baixa altitude em alcances de até 7 km

O tráfego de drones no espaço aéreo civil aumentou significativamente nos últimos anos. Como existe sempre a possibilidade de que essas aeronaves não tripuladas possam ser usadas de maneira mal-intencionada, medidas eficazes devem estar disponíveis para proteger a infraestrutura crítica. Para lidar com a crescente ameaça do uso mal-intencionado de drones, a empresa Thales desenvolveu uma solução totalmente integrada projetada para detectar, identificar, rastrear e neutralizar equipamentos que estejam voando no espaço aéreo civil para proteger zonas sensíveis, tais como aeroportos, arenas esportivas e eventos de grande porte em áreas urbanas. O radar holográfico Gamekeeper, que oferece cobertura de vigilância em 360°, identifica e rastreia todos os tipos de plataformas aéreas que voam em baixa altitude e a uma velocidade média em um raio de 7 km. Complementando o radar, sensores de raios infravermelhos e radiofrequência refinam o desempenho de identificação e classificação de ameaças do sistema, usando sofisticadas técnicas de fusão de dados em tempo real para determinar o tipo exato de aeronave não tripulada envolvida. A solução EagleSHIELD oferece aos operadores uma visão clara e simplificada da situação para proteger o espaço aéreo em tempo real e fornece aos serviços de segurança e forças armadas uma visão abrangente e coesa do espaço aéreo. Totalmente integradas a esses recursos de vigilância, diversas contramedidas para o uso de drones estão disponíveis e oferecem uma resposta proporcional à ameaça, dependendo do contexto operacional. Quando há uma confirmação de ameaça eminente, a Thales pode incorporar uma variedade de soluções técnicas, incluindo interferência de sinal eletromagnético, interceptação por frota de drones e artifícios de energia dirigida, para neutralizar aparelhos não autorizados. Nos últimos sete anos, a fabricante investiu bastante nestas quatro principais tecnologias digitais: inteligência artificial, Big Data, conectividade e segurança cibernética. Atualmente, a empresa está aproveitando esses investimentos para levar aos cidadãos os benefícios dos drones comerciais ao mesmo tempo em que combate as ameaças associadas ao uso mal-intencionado no espaço aéreo civil.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn