Jato Embraer KC-390 Millennium completa testes de lançamento de cargas em voo

Modelo possui um sistema de manuseio totalmente automatizado

A fabricante brasileira Embraer anunciou que o jato KC-390 Millennium concluiu com sucesso a campanha de testes de lançamento de cargas por gravidade e de cargas pesadas por extração. O modelo possui um sistema de manuseio e lançamento no compartimento totalmente automatizado, em que um único mestre pode executar todas as atividades, reduzindo a carga de trabalho e incrementando a consciência situacional. Para os pilotos, um sistema chamado CCDP (Continuously Computed Drop Point) calcula automaticamente o ponto ideal de lançamento de carga para melhor precisão no cumprimento da missão. Ambos os sistemas foram desenvolvidos pela empresa. Os testes, conduzidos em cooperação com a Força Aérea Brasileira e o Exército, foram realizados no Arizona, nos Estados Unidos. As principais realizações da campanha de testes foram o lançamento em voo de uma plataforma com peso máximo de 19 toneladas (42.000 libras), bem como o lançamento sequencial em voo de duas plataformas com peso total de 24 toneladas. Com base nesses resultados, o KC-390 Millennium torna-se o único avião de transporte de médio porte capaz de realizar tal operação. Durante a campanha, o jato lançou diversos contêineres por gravidade, com até 24 equipamentos em uma única passagem, assim como diversas plataformas Tipo V utilizando paraquedas de extração, totalizando 330 toneladas de cargas lançadas. Também foram feitos lançamento aéreo sequencial por extração com até quatro plataformas em uma única passagem; lançamento por extração utilizando dois paraquedas de 28 pés (8,5 metros) de diâmetro com o piloto automático acoplado; e sistema CCDP testado para lançamentos por gravidade e extração em voo, demonstrando excelente precisão. O manuseio da aeronave foi excelente em todas as condições de lançamento, com os comandos fly-by-wire extremamente eficazes no controle das mudanças de atitude de inclinação da aeronave durante e após cada liberação de carga. As situações mais exigentes de lançamento foram realizadas sem intervenção do piloto (sidesticks fly-by-wire na posição neutra). 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn