Esquadrão da FAB treina resgate no mar em Florianópolis

Militares treinam método kapoff de içamento, possibilitando o resgate com rapidez, eficiência e segurança

O Esquadrão Pantera sediado em Santa Maria/RS e que opera os helicópteros H-60 Black Hawk, esteve na Base Aérea de Florianópolis para treinar resgate de vítimas no mar. O exercício visa ao aprimoramento dos métodos de busca e resgate da Força Aérea Brasileira, utilizados em acidentes em mar e terra ou em caso de desastres naturais, como nas enchentes ocorridas em Santa Catarina no ano de 2008. O esquadrão fez simulações de resgate de pessoas na água por meio do método de içamento Kapoff, em que o resgate acontece com rapidez, eficiência e segurança. Segundo os participantes do treinamento, a qualificação operacional das tripulações é responsável pelo sucesso de uma operação de resgate: a padronização de procedimentos e o entrosamento das equipes são decisivos. Durante a missão, os pilotos nem sempre veem a vítima. O operador de equipamentos é o profissional que indica ao piloto a posição em que o helicóptero deve estar para a descida do guincho e dos homens SAR. É um trabalho em equipe. Nos dias de exercício, aproximadamente 100 militares trabalharam 12 horas por dia, cumprindo, ao todo, cerca de 300 simulações. Quatro helicópteros H-60 Black Hawk voaram sobre as baías norte e sul da ilha de Santa Catarina, inclusive à noite, com utilização de Óculos de Visão Noturna (NVG). Mais informações no portal www.fab.mil.br. Foto: CECOMSAER

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn