Embraer participa de fundo de investimento para setor aeroespacial

Iniciativa também conta com o BNDES, Desenvolve SP e FINEP

O Fundo de Investimento em Participações (FIP) Aeroespacial, primeiro na América Latina voltado para o setor, está sendo lançado  na sede do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no Rio de Janeiro. Resultado de uma iniciativa conjunta do BNDES com a FINEP, a Agência de Desenvolvimento Paulista (DESENVOLVE SP) e a fabricante Embraer, o fundo foi criado com o objetivo de fortalecer a cadeia produtiva aeroespacial, aeronáutica, de defesa e segurança e promover a integração de sistemas relacionados a esses setores por meio de apoio às pequenas e médias empresas. O patrimônio inicial do fundo será de R$ 131,3 milhões, assim distribuído pelos quotistas: BNDESPAR, Embraer e FINEP, cada um com R$ 40 milhões; Desenvolve-SP, com R$ 10 milhões e R$ 1,3 milhão aportados pela PORTBANK, gestora do fundo. O FIP foi estruturado com elementos de Corporate Venturing, isto é, a partir do esforço corporativo de uma empresa estratégica do setor, no caso a Embraer, cujo objetivo é contribuir com a estruturação e o fortalecimento da cadeia produtiva relacionada às suas atividades nos setores aeronáutico, aeroespacial, de defesa e segurança e integração de sistemas. Além disso, o fundo cria um canal permanente que permite o contato mais próximo entre a empresa estratégica do setor e as iniciativas empreendedoras mais inovadoras destes setores e promove o investimento em setores estratégicos para o Brasil por meio do conceito de Corporate Venturing no País.
 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn