Balanço do tráfego aéreo durante os Jogos Olímpicos destaca índices positivos na pontualidade

Cerca de 150 mil movimentos foram registrados nos aeroportos brasileiros durante os eventos

No período dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos realizados entre agosto e setembro, os aeroportos do Galeão, Santos Dumont, Congonhas, Guarulhos, Viracopos, Confins, Salvador, Manaus e Brasília registraram cerca de 150 mil movimentos aéreos. Durante o evento, os aeroportos de cidades que sediaram jogos registraram em torno de 95% de pontualidade dos voos. O Aeroporto Santos Dumont teve aproximadamente 14 mil movimentos aéreos e o Aeroporto Internacional Tom Jobim, cerca de 19 mil. O dia de maior movimento aéreo foi 22 de agosto, um dia após a cerimônia de encerramento da Olimpíada. O Galeão teve 524 pousos e decolagens, sendo 367 voos domésticos e 157 internacionais. O pico de tráfego aéreo foi registrado entre 8 e 9 horas da manhã e 9 e 10 da noite, com 33 pousos e decolagens por hora. Esse aumento foi decorrente do regresso de chefes de Estado, delegações de atletas, família olímpica e turistas aos seus países de origem. Os dados são do Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), unidade do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) responsável por gerenciar o fluxo de movimentos aéreos do país. Mais informações no portal www.fab.mil.br.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn