ANAC interdita táxi-aéreo irregular na Expointer

Operação da Agência ocorreu durante a feira de agropecuária no dia 28 de agosto

A Agência Nacional de Aviação Civil interditou um helicóptero de uso privado por oferecer ilegalmente serviço de voos panorâmicos na feira de agropecuária, ocorrida no município de Esteio, Rio Grande do Sul. A ação foi realizada durante fiscalização com apoio da Polícia Civil do Estado. Durante a vistoria, a ANAC constatou que a aeronave utilizada na operação de voos panorâmicos não possui autorização da Agência para prestar serviço de táxi-aéreo. Após os inspetores questionarem sobre a prática ilegal do serviço, a organização do evento informou que a contratação do helicóptero foi realizada mediante Edital de Chamamento Público. Além de praticar uma atividade irregular e sem autorização, o chamado “táxi aéreo pirata”, a aeronave não possuía autorização para operação em local não homologado ou registrado, o que é obrigatório mesmo para aeronave homologada para operar serviço de táxi-aéreo. Esse tipo de operação da Agência tem por objetivo coibir a prática clandestina de comercialização de serviços aéreos e foi realizada após identificação da necessidade de intervenção pela área de fiscalização da ANAC.Após conclusão da investigação da ANAC e de acordo com os resultados do processo administrativo instaurado para apurar o caso, o piloto e o operador da aeronave poderão ser multados. Mais informações no portal www.anac.gov.br.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn