Principal porta de entrada para o Rio de Janeiro, Galeão registrou 1,96% de voos atrasados

Números registrados entre 24 de julho e 1º de agosto estão abaixo da média nacional

Os índices de atraso de voos acima de 30 minutos nos aeroportos Tom Jobim, principal porta de entrada internacional para o Rio de Janeiro e Santos Dumont ficaram abaixo da média nacional. De acordo com dados do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB), no Galeão os atrasos registraram a média de 1,96%. No Santos Dumont, o índice foi de 2,1%. A média nacional ficou em 2,81%. O período avaliado foi entre os dias 24 de julho e 1º de agosto. Além dos números estarem dentro do planejamento previsto pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), não houve registro de pousos alternados no tocante aos voos transportando delegações.
Todos os voos são monitorados na Sala Master de Comando e Controle. Localizada dentro do Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), no Rio de Janeiro, a sala tem como função garantir a fluidez do tráfego aéreo durante os Jogos Olímpicos. Com ações contínuas 24 horas, órgãos governamentais e empresas atuam em conjunto com o objetivo de garantir a segurança, a qualidade e a eficiência das ações aplicadas. Até o início dos jogos, estima-se a chegada de 206 delegações, totalizando 10,9 mil atletas. De acordo com o Comitê Organizador, desde o dia 24 de julho, já desembarcaram na cidade aproximadamente 3,6 mil competidores.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn