Panalpina envia ajuda humanitária para a África em parceria com a UNICEF

Este é o sexto ano consecutivo em que as organizações realizam esse tipo de operação rumo a países africanos

O Grupo Panalpina e a UNICEF somam esforços para auxiliar um dos países que vivem uma das piores crises humanitárias do mundo, o Sudão do Sul, na África. Desde 2013, o país enfrenta uma guerra civil sem precedentes, que deixou a população desprovida de serviços básicos, como acesso a cuidados com saúde, assistência social e educação. Para ajudar no combate dessa situação, o Grupo Panalpina doará um voo fretado para o transporte de toneladas de suprimentos, como medicamentos, itens de primeiros socorros, abrigos de emergência, equipamentos para tratamento de água, entre outros, doados por milhares de pessoas ao redor do mundo. Esta não é a primeira vez que a empresa e a organização atuam juntas em prol do Sudão do Sul. Em dezembro de 2017, ambas transportaram cerca de 80 toneladas de suprimentos para a população do país e, neste ano, querem repetir ou aumentar o número. Assim como no ano anterior, o voo partirá da Bélgica rumo a Uganda, de onde todos os suprimentos serão transportados até o Sudão do Sul via helicópteros, inclusive para as regiões mais remotas, como Udier, uma cidade isolada e de difícil acesso no extremo nordeste do país. A parceria já vem de longa data. Este é o sexto ano consecutivo em que o Grupo Panalpina e a UNICEF realizam esse tipo de operação rumo a países africanos. Em 2016, o destino foi Chade, onde a desnutrição e uma série de desastres naturais levaram a emergências na área da saúde. Em 2015, o voo fretado partiu para Burundi, país que sofreu com uma crise recorrente e uma forte onda de violência. Em 2014, a companhia apoiou a luta contra o Ebola ao transportar ajuda humanitária para Serra Leoa. E em 2013, auxiliou a organização ao levar suprimentos para a República Centro-Africana. 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn