Gol divulga resultado do segundo trimestre de 2016

Companhia registrou receita líquida de R$ 2,1 bilhões, uma queda de 2,0% na comparação anual

A companhia aérea Gol anunciou o resultado consolidado do segundo trimestre deste ano, onde a capacidade nos mercados brasileiro e internacional teve uma queda de 8,9% e de 12,2%, respectivamente, resultando em uma redução do sistema total em 9,3% no período quando comparado ao mesmo trimestre de 2015. No mesmo período, a demanda por assentos no mercado doméstico recuou 11,2% e no internacional, 10,6%. No sistema total, a redução foi de 11,2%. No trimestre, a taxa de ocupação total foi reduzida em 1,6 pontos percentuais, atingindo 75,2%. No mercado doméstico a retração foi de 2,0 pontos porcentuais, para 76,0% e no mercado internacional a taxa de ocupação foi de 69,3%, uma evolução de 1,1 ponto percentual frente ao mesmo período de 2015. A companhia registrou receita líquida de R$ 2,1 bilhões no trimestre, uma queda de 2,0% na comparação anual. A receita líquida para os últimos doze meses foi de R$ 10 bilhões. As receitas auxiliares e de cargas tiveram um aumento de 4,8% no período, atingindo R$ 297,8 milhões, representando 14,3% da receita líquida total. As receitas auxiliares e de cargas dos últimos 12 meses somaram R$ 1,2 bilhão. As perdas não recorrentes com o retorno antecipado de aeronaves em arrendamento financeiro foram de R$ 21,8 milhões no trimestre. A valorização do real frente ao dólar norte-americano gerou um ganho contábil de R$ 778,8 milhões e o lucro líquido foi R$ 309,5 milhões no segundo trimestre. Em julho último, a Gol concluiu uma oferta privada de troca para seus bonds em USD. O resultado da troca reduziu a dívida total US$ 101,8 milhões (R$326,8 milhões) e as despesas anuais de juros em aproximadamente US$ 9,3 milhões. Para mais informações, acesse o endereço www.voegol.com.br/ri Foto: Paulo Berger

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn