Galeão terá gestão privada pelo prazo de 25 anos

Consórcio ofereceu R$ 19 bilhões para administrar o aeroporto

O Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro Antônio Carlos Jobim/Galeão será administrado pelas empresas privadas Odebrecht TransPort e Changi Airports International, em parceria com a estatal Infraero, pelo prazo de 25 anos. A empresa estrangeira Changi é responsável pelo Aeroporto de Cingapura, que figura entre os melhores do mundo e que recebe anualmente mais de 50 milhões de passageiros. O consórcio ofereceu R$ 19 bilhões para administrar o aeroporto pelo prazo previsto. De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil, o contrato exige que a concessionária instale 26 pontes de embarque e amplie o pátio de aeronaves até 30 de abril de 2016, construa estacionamento com capacidade mínima para 1.850 veículos até o fim de 2015 e adeque as instalações para o armazenamento de carga até 2016.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn