Estados Unidos quer suspender a fusão entre American e US Airways

Governo aponta que acordo atenta contra a concorrência

O Governo dos Estados Unidos obteve um requerimento judicial para suspender a fusão entre as companhias aéreas American Airlines e a US Airways, por considerar que o acordo atenta contra a concorrência. A fusão, que começou a ser delineada durante o ano passado, com um valor de US$ 11 bilhões, terá como resultado tarifas mais altas com menores serviços, declarou a divisão de defesa da concorrência do Departamento de Justiça. A fusão, que resultaria na criação da maior companhia aérea do mundo, reduziria significativamente a concorrência na aviação comercial nos mercados locais ao longo dos Estados Unidos e levaria os passageiros a pagar maiores tarifas e receber menos serviços, apontou o Departamento de Justiça. Foto: Benito Latorre

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn