Demanda por voos domésticos tem queda de 9% em janeiro, diante de igual período de 2019

A demanda por voos domésticos, medida em passageiros-quilômetro transportados (RPK), registrou queda de 9% em janeiro, em relação ao mesmo mês de 2019, segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). A oferta de voos, calculada em assentos-quilômetro oferecidos (ASK), teve redução de 8,6% na mesma comparação. Com isso, a taxa de ocupação dos aviões recuou 0,4 ponto percentual no período, para 83,6%. Ao todo, foram transportados 7,5 milhões de passageiros, diminuição de 16,2%.

No mercado internacional, a demanda por voos (RPK) teve retração de 50,4% em janeiro, diante de igual mês de 2019. A oferta (ASK) registrou diminuição de 44%. Assim, a taxa de ocupação das aeronaves ficou em 74,8%, uma redução de 9,6 pontos percentuais. No total, foram transportados em torno de 1 milhão de passageiros, retração de 57,6%.

Janeiro X Dezembro

A comparação dos resultados operacionais das companhias aéreas de janeiro com dezembro mostra que a demanda (RPK) por voos domésticos registrou alta de 1,5%. A oferta (ASK), por sua vez,  teve ligeira queda, de 0,3%. A taxa de ocupação dos aviões registrou alta de 1,5 ponto percentual. No mercado internacional, a demanda teve retração de 0,4%, a oferta cresceu 12,1% e o aproveitamento das aeronaves teve redução de 9,4 pontos percentuais, para 74,8%

Cargas

O transporte aéreo de cargas e correio no mercado doméstico registrou queda de 10,2% em janeiro, diante do mesmo mês de 2019. Já no mercado internacional houve aumento de 14,1% na mesma comparação.

Foto: Juliano Damásio

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn