British Airways compensará emissões de carbono dentro do Reino Unido

Iniciativa será implementada a partir de janeiro de 2020

A partir de janeiro de 2020, a companhia aérea British Airways se tornará a primeira no Reino Unido a compensar as emissões de carbono em todos os seus voos domésticos. Os passageiros terão as emissões compensadas pela transportadora, que investirá em projetos de redução em todo o mundo incluindo energia renovável, proteção de florestas tropicais e programas de reflorestamento. A empresa realiza até 75 operações por dia entre Londres e dez cidades do Reino Unido, incluindo Manchester, Leeds, Newcastle, Ilha de Man, Edimburgo, Glasgow, Aberdeen, Cidade de Belfast, Inverness e Jersey. As emissões domésticas atingem cerca de 400.000 toneladas de C02 por ano. O anúncio ocorre ao mesmo tempo que a empresa controladora da British, a International Airlines Group (IAG), tornou-se o primeiro grupo a se comprometer a alcançar emissões líquidas de carbono zero até 2050 e o objetivo das Nações Unidas de limitar o aquecimento global a 1,5 graus. A meta será alcançada através de inúmeras iniciativas ambientais, incluindo o investimento de mais de US$ 400 milhões no desenvolvimento de combustíveis sustentáveis ​​para a aviação nos próximos 20 anos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn