Aviação doméstica perde mais de três milhões de passageiros em 2016

Total de viagens nos cinco primeiros meses do ano soma 36,4 milhões, baixa de 8,2% segundo a ABEAR

A demanda da aviação doméstica brasileira registrou em maio deste ano baixa de 7,7% na comparação com o mesmo mês de 2015. Esse é o 10º resultado mensal negativo consecutivo e o pior resultado, em termos absolutos, desde maio de 2012. A oferta consolidada acompanhou o comportamento da demanda e teve retração de 8,1% no mês. A racionalização da oferta levou a uma ligeira melhora do fator de aproveitamento3 dos voos, de 0,34 ponto percentual, para 78,44% de ocupação em maio. O volume de passageiros transportados no mês foi de 6,8 milhões, total 9,9% abaixo de 2015. Os números são a compilação das estatísticas de Avianca Brasil, Azul, Gol e LATAM, integrantes da ABEAR e responsáveis por 99% do mercado doméstico. No acumulado de janeiro a maio desse ano a demanda doméstica registra baixa de 6,8%, para uma oferta que recua menos, 5,8%. O comportamento do mercado levou o fator de aproveitamento a uma piora de 0,8 ponto percentual (79,57%). O total de viagens domésticas nos cinco primeiros meses do ano soma 36,4 milhões. O número representa uma baixa de 8,2%. Em valores absolutos, uma perda de pouco mais de 3,2 milhões de passageiros que deixaram de viajar em relação ao acumulado no mesmo período de 2015. Mais informações no portal www.abear.com.br.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn