Aeroporto de Foz do Iguaçu ganha novos voos a partir do fim do mês

Desde o ano passado o terminal está em obras com investimento de R$ 32,7 milhões

O Aeroporto de Foz/Cataratas/PR vai ganhar uma série de novos voos até o fim do ano. Apenas neste mês de outubro, o terminal vai abrir 13 novas frequências, sendo sete chegadas e seis partidas, todas operadas pela companhia aérea LATAM. Os destinos e procedências são os aeroportos de Guarulhos/SP, Tom Jobim/RJ e Brasília/DF. As operações começam a partir do dia 27. No mês de novembro, serão 11 novos voos: seis partidas e cinco chegadas. O primeiro deles, operado pela empresa Gol, com destino e procedência do Tom Jobim, começa já a partir do dia 1º. Os demais voos serão operados pela LATAM e começam a valer a partir do dia 2. Os destinos e procedências são os aeroportos de Curitiba/PR, Santos Dumont/RJ, Congonhas/SP e Brasília/DF. Já em dezembro, é a vez da Azul iniciar a frequência para o Aeroporto de Confins/MG. O voo será operado a partir do dia 14. Ainda no último mês do ano, a partir do dia 15, a Amaszonas iniciará o voo com destino ao Aeroporto de Viru Viru, em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia. O voo partirá da cidade boliviana às 2h30 com chegada prevista às 4h40. No caminho de volta, o voo sairá de Foz às 8h, chegando às 10h10 no destino boliviano. Além disso, a partir de 5 janeiro de 2020, o terminal fronteiriço vai ganhar duas frequências semanais para Santiago, no Chile. Os voos serão operados pela JetSmart. Com capacidade para receber 2,6 milhões de passageiros/ano, o aeroporto iguaçuense registrou em 2018, 2,3 milhões de viajantes. Desde o ano passado, o Aeroporto Cataratas está em obras. Com investimento de R$ 32,7 milhões, parte das melhorias foram entregues em junho deste ano, como a nova sala de desembarque doméstico com 1,2 mil m², espaço mais de três vezes maior do que a área antiga, que contava com 350 m²; o novo conjunto de sanitários, além de mais uma esteira de bagagens. Também foi entregue o novo saguão de passageiros, que tem quase o dobro do tamanho da estrutura atual, passando de 800 m² para 1,5 mil m². A entrega da segunda etapa das obras está prevista para dezembro. Com o fim dos trabalhos, a capacidade do terminal passará dos atuais 2,6 milhões para 5 milhões de passageiros ao ano. Ao final, o aeroporto estará totalmente modernizado e reformado, com melhorias na área de check-in, salas de embarque e desembarque ampliadas, duas novas escadas rolantes, três novos carrosséis de bagagens, quatro novos elevadores e quatro novas pontes de embarque. 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn