Histórica XV

Ano 50 - Dez/2012


Neste número, apresentamos uma série de matérias sobre a história da aviação comercial. Esta 15a edição histórica da Flap traz artigos sobre empresas que operaram no Brasil e deixaram de existir e sobre a SAS, que ainda voa, mas não mais para o nosso país.
A primeira matéria é sobre a história de quase duas décadas de serviços prestados pela pequena grande empresa chilena no Brasil, a Ladeco, que teve de se esforçar muito para ser conhecida e reconhecida.
A Braniff, que também deixou saudade, nos anos 1960 revolucionou o mercado lançando aviões coloridos, novos uniformes, etc. Nesta matéria reproduzimos o folheto promocional feito na época.
A Via Brasil se apresentou ao mercado como uma empresa aérea genuinamente nordestina e foi assim que ela ficou na história da aviação comercial brasileira. Sua curta vida e sua trajetória de altos e baixos são lembradas agora.
Há pouco mais de 60 anos começaram as ligações regulares entre Brasil e Reino Unido. Uma das empresas que aqui operaram e depois foi adquirida pela British Airways foi a British Caledonian. Foi a pioneira na introdução do VC-10 no Brasil e esse episódio faz com que a mesma não caia no esquecimento.
Mais uma empresa homenageada nesta edição, a SAS. Três países escandinavos, cinco continentes, uma só companhia aérea. A receita é tão única quanto o sucesso da Scandinavian Airlines System (SAS). A história de seus 45 anos de serviços para o Brasil é lembrada agora.
No dia 2 de outubro de 2001, milhares de passageiros apresentaram-se em aeroportos de cinco continentes para embarcar nos voos de uma das mais tradicionais, bem-sucedidas e classudas empresas aéreas de todos os tempos: a Swissair. O que nenhum deles sabia é que a partir daquela data a empresa ficaria para sempre no chão. Uma homenagem emocionada a essa magnífica empresa.
Mais uma revista para o colecionador guardar na biblioteca e ter como referência de pesquisa.
Boa leitura!