Fechar

Notícias



Compartilhar:

RSS

O avanço do Premier I

Este novo jato executivo é considerado o mais inovador e avançado existente no mercado de aviação leve de hoje. Ele iguala ou excede todos os critérios usados na avaliação de aviões que vão desde o preço, tamanho da cabine, desempenho e custo de operação. O Premier I oferece uma cabine espaçosa, elegantemente equipada, com mais conforto do que qualquer outro jato de sua categoria. Por outro lado, sua fuselagem é construída com materiais compostos de fibra de carbono, sendo o primeiro jato executivo na história da aviação certificado pelo FAA com essa tecnologia, que traz uma série de vantagens em economia de peso, maior resistência estrutural, menos mão de obra na fabricação e conseqüentemente na manutenção. Certificado desde março de 2001, com mais de 300 aeronaves vendidas em todo o mundo, sendo três entregues para operadores brasileiros, o Premier I tem um alcance de 1.500 mn NBAA IFR, uma velocidade máxima de cruzeiro de 843 km/h e pode voar com teto operacional máximo de 12.497 m. Recentemente, a Beech/Raytheon Aircraft diminuiu o ritmo de entregas desse jato para incorporar ainda mais melhorias no alcance e no desempenho de corrida de pista para decolagem, assim como de ruído na cabine. Existem estudos também para o deslocamento dos tubos de pitot um pouco para trás, para aumentar a precisão dos dados fornecidos. Essa mudança e outras melhorias deverão ser introduzidas progressivamente na linha de montagem e os kits de retrofit serão fornecidos aos clientes sem qualquer custo adicional. Com operadores situados em diferentes continentes, o fabricante deverá obter certificação da aeronave para operação em pelo menos 22 países.


Publicidade