Fechar

Industria



Compartilhar:

RSS

Mais 10 horas de testes de voo do Boeing 777X

Mais 10 horas de testes de voo do Boeing 777X

 

A aeronave de teste 777-9 da Boeing, prefixo N779XX, tem estado ocupada realizando voos de teste nos últimos meses. Em 30 de março, ele realizou o voo 777X mais longo até hoje, passando pouco mais de 10 horas no ar - seis minutos a mais do que um voo de teste em setembro.

“Isso faz parte de nosso rigoroso programa de testes para o 777X, que está progredindo bem. Estamos conduzindo uma série abrangente de testes e condições, no solo e no ar, para demonstrar a segurança e confiabilidade do projeto,” disse um porta-voz da Boeing.

A aeronave atingiu uma velocidade de 1.020 km/h (550 kt) e voou até uma altitude de 12.500 m (41.000 pés).

Foto: Divulgação

 



SAIBA MAIS

Aviação Civil

05/04/2021


Delta: uma renovada experiência de viagem Para a esperada retomada dos voos para os Estados Unidos, a Delta preparou uma série de novidades, veja a seguir: Extensão da validade de todas as passagens com vencimento em 2021, bem como de todos os novos bilhetes adquiridos este ano, até o final de 2022. Possibilidade de os associados do programa de fidelidade SkyMiles acumularesm até 75% a mais no status Medallion na maioria dos bilhetes. Reintrodução de lanches e bebidas a bordo a partir de 14 de abril. Depois de um longo processo de reformulação, que incluiu sugestões dos parceiros da Mayo Clinic e dos comissários de bordo, o serviço de alimentação no interior das aeronaves dá o primeiro passo para um retorno seguro, incluindo os clássicos favoritos dos passageiros e novas opções. Novos recursos digitais para facilitar o planejamento das viagens, incluindo um mapa interativo em que as passagens podem ser pesquisadas por preço e tipo de destino. A companhia voltará a comercializar os assentos do meio, com o conhecimento de que quase 65% daqueles que voaram com a Delta em 2019 devem ter tomado pelo menos uma dose da vacina contra a COVID-19 até 1º de maio. As máscaras continuarão a ser exigidas e os padrões de limpeza e proteção da Delta, abarcados pelo programa Delta CareStandard, que reúne mais de cem medidas de saúde e segurança, continuarão em vigor. Foto: Divulgação    


Aviação Civil

05/04/2021


Recuo para 40% na oferta de voos domésticos pré-crise no mês de abril   De acordo com a ABEAR (Associação Brasileira das Empresas Aéreas), as companhias aéreas nacionais registram, em abril, uma média diária de 960 voos domésticos, representando 40% da quantidade de decolagens verificadas no início de março de 2020, antes das medidas de isolamento social e de fechamento de fronteiras. O agravamento da pandemia do coronavírus levou o setor ao menor nível de operação em sete meses, desde setembro de 2020, quando as empresas operavam uma média de 864 decolagens por dia. O recrudescimento da pandemia já havia impactado a quantidade de voos em fevereiro, quando a média diária recuou para 1.469, o que equivale a 61,2% da malha aérea pré-crise. Em março, a oferta diária de voos domésticos teve novo recuo, com 1.177 decolagens, ou 49% da oferta regular de voos.   Esta é a terceira queda mensal consecutiva desse indicador, após as empresas aéreas terem registrado, desde maio de 2020, uma retomada gradual da demanda por voos domésticos, alcançando o pico de 1.798 decolagens diárias em janeiro, ou 75% da oferta diária de partidas em relação ao início de março de 2020.   Foto: Divulgação    



Publicidade