Fechar

Industria



Compartilhar:

RSS

Airbus se prepara para começar a montar o primeiro A321XLR

Airbus se prepara para começar a montar o primeiro A321XLR

Ontem (02/02), a Airbus anunciou que suas instalações estão se preparando para a montagem de componentes principais de sua mais nova adição à família A320neo - o A321XLR (Extra Longo Alcance). Apresentando alterações de design para acomodar um novo tanque de combustível que será o “X” do eXtra longo alcance, a montagem final está programada para começar no segundo semestre de 2021.

Muitas coisas pararam na aviação no ano passado; crescimento, expansão da frota, inúmeras aeronaves de dois andares... No entanto, uma coisa que ainda está acontecendo: é o revolucionário programa A321XLR da Airbus. Com os quadrijatos aposentados, as operações dos bijatos de longo alcance estão em alta.

 

A Airbus anunciou que a industrialização e produção de peças para o primeiro A321XLR está em andamento nas instalações da Airbus e dos fornecedores. O fabricante está se preparando para a montagem dos principais componentes das primeiras seções dianteira, central e traseira da fuselagem, assim como das asas.

 

Gary O´Donnell, chefe do programa A321XLR da Airbus disse que a introdução da primeira montagem de componentes principais na linha de montagem final do fabricante em suas instalações em Hamburgo ocorrerá no segundo semestre do ano.

 

Para aumentar o alcance de uma aeronave em 15%, adições precisam ser feitas. As principais diferenças no design e na fabricação do A321XLR em comparação com as aeronaves A321neo e A321LR estão relacionadas às seções central e traseira da fuselagem. Isso se deve ao novo tanque de combustível integral denominado pela Airbus de tanque central traseiro (RCT) e seus sistemas de combustível correlatos.

 

Nas instalações da Airbus em Nantes começou a montagem da caixa central das asas do avião em novembro do ano passado, enquanto a Premium AEROTEC começou a montar o RCT em Augsburg. Essa empreiteira também produz vários componentes grandes da fuselagem em suas fábricas em Nordenham e Varel.

Foto: Airbus

 



SAIBA MAIS

Aviação Civil

03/02/2021


10 Tanker revela nova (e inconfundível) identidade visual A empresa aérea de combate a incêndios 10 Tanker está pintando sua frota de quatro jatos DC-10. O combate a incêndios é um nicho na indústria da aviação, mas a nova decoração fará com que os 10 Tanker se destaquem da multidão. O novo visual foi projetado por Kyle Courtright da Courtright Design. Tem o estilo de um retrato abstrato e atraente do retardante de combate a incêndio usado pelos DC-10. “A 10 Tanker mantém um nível de reconhecimento internacional da marca - particularmente reconhecível por seus DC-10 Tanker laranja. Manter-se fiel à paleta de cores laranja preservou um nível de brand equity e credibilidade já estabelecido na indústria”, declarou Courtright. Nossos DC-10 têm a capacidade de despejar mais de 36.000 litros de retardante de fogo em oito segundos e até 1.600 m de comprimento, diz o site da 10 Tanker Para soltar o retardante, a velocidade de voo tem que diminuir para cerca de 140 nós (260 km/h). Para garantir a precisão, as descargas geralmente ocorrem quando a aeronave está de 200 a 300 pés (60 a 90 m) acima do nível do solo. 10 Tanker diz que uma carga completa de retardante pode até ser despejada em apenas quatro segundos. Em 2020, a 10 Tanker voou em 826 missões apenas nos Estados Unidos. Esses voos despejaram mais de 30 milhões de litros de retardante de fogo. No final do dia, quando você está fazendo um trabalho tão importante, realmente não importa a aparência de sua aeronave, contanto que funcione bem. Mas, como Kyle Courtright observou, ele pulou todo o briefing de design porque é um prazer trabalhar para uma empresa que faz uma diferença óbvia para o bem no mundo. Foto: 10Tanker    


Serviços de Bordo

03/02/2021


Como os alimentos são preparados em um avião?       Todos nós já comemos a bordo de um avião. Embora a qualidade varie bastante entre as aéreas e as suas classes, o manuseio e o cozimento são muito semelhantes. A maior parte da preparação das refeições das companhias aéreas é feita antes do voo, no solo. As companhias aéreas preparam suas próprias refeições ou, mais comumente, contratam um fabricante para fornecê-las. Isso varia entre os países, com muitas empresas diferentes oferecendo esses serviços. A LSG Sky Chefs por exemplo, atende, só na unidade de Frankfurt, a várias companhias aéreas, produzindo 85.500 refeições por dia. Ela também opera a maior instalação de lava-louças da Europa - o equipamento de servir é reutilizado, mas todos os alimentos que não são usados ​​são descartados. Os alimentos são projetados para serem reaquecidos. As instalações locais preparam, cozinham e embalam grandes quantidades de refeições. Dependendo do tipo de alimento, após o cozimento, ele será resfriado ou congelado até ser reaquecido a bordo (geralmente dez horas após o preparo). Muitos alimentos, incluindo a maioria das carnes, são cuidadosamente cozidos parcialmente. O processo de reaquecimento assumirá a parte final do cozimento. Depois de preparado, geralmente em um local do aeroporto ou certamente nas proximidades, o alimento resfriado é carregado na aeronave. Isso parece simples, mas é um enorme desafio logístico, com milhares de refeições em centenas de voos, todos precisando ser carregados em um curto período de tempo. Uma vez a bordo, o alimento resfriado precisa ser aquecido nos fornos da aeronave. Cada tipo de prato terá instruções para seu reaquecimento e preparo. Para a maioria das refeições econômicas, o reaquecimento simplesmente ocorre na bandeja fornecida. Para refeições mais luxuosas na cabine premium, eles geralmente são reaquecidos em uma bandeja fornecida e, em seguida, transferidos para outros pratos para servir. Os fornos de uma aeronave são fornos de convecção especializados com aquecimento de alimentos por ar quente. As refeições são colocadas em bandejas no forno. A maioria das refeições leva cerca de 20 minutos para aquecer e, claro, são aquecidas e servidas em lotes. Foto: Lufthansa  



Publicidade