Fechar

Industria



Compartilhar:

RSS

Airbus comenta os resultados de 2020

Airbus comenta os resultados de 2020

 Como já divulgamos, Airbus entregou 566 aeronaves comerciais para 87 clientes no ano passado, uma queda de um terço em relação a 2019.

No entanto, o fabricante disse que o número representa a “resiliência” de seu modelo de negócios.

O consórcio europeu recebeu 268 pedidos firmes de aviões, depois de 115 cancelamentos, e tem atualmente tem uma carteira de pedidos de 7.184 aeronaves.

A família Airbus A320 representou a maior parte das entregas, com 446 aviões saindo das linhas de produção, um total de 19 A330, 59 A350 e quatro A380 completaram os números.

Para superar as restrições de viagens internacionais, a equipe da Airbus desenvolveu uma solução inovadora de e-delivery que representou mais de 25 por cento das entregas de 2020, permitindo que os clientes recebessem suas aeronaves e minimizando a necessidade de suas equipes viajarem.

“Trabalhar de mãos dadas com nossos clientes nos permitiu navegar um ano difícil. As equipes, clientes e fornecedores da Airbus realmente se uniram em face da adversidade para entregar esse resultado. Agradecemos também nossos parceiros e governos por seu forte apoio ao setor”, disse Guillaume Faury, presidente-executivo da Airbus.

 Foto: Airbus



SAIBA MAIS

Aviação Civil

08/01/2021


A Breeze Airlines começará a operar em agosto     No final do ano passado, a nova aérea norte-americana, fundada por David Neeleman recebeu seu primeiro jato Embraer 195, prefixo N190BZ, que operava anteriormente na Azul Linhas Aéreas, a qual também poderá sublocar até 30 Embraer 190. Após sofrer um atraso causado pela pandemia de covid-19, a Breeze iniciará as operações somente em agosto deste ano de 2021, anunciou Neeleman, também fundador da brasileira Azul, as americanas JetBlue e Morris Air, e da canadense WestJet.        


Aviação Executiva

11/01/2021


Leonardo firma contrato no mercado VIP / corporativo no México para um AW169   Leonardo anunciou hoje que o helicóptero bimotor intermediário leve de nova geração AW169 está definido para entrar no mercado VIP / corporativo mexicano, expandindo ainda mais o sucesso do tipo entre os operadores na América Latina e no mundo e fortalecendo o papel de Leonardo no VIP multimotor mundial segmento de helicópteros que já responde por cerca de 40% de participação. Uma operadora privada mexicana apresentará em serviço um AW169 este ano, apresentando uma configuração altamente personalizada combinando os mais altos padrões de qualidade e conforto e aproveitando o excelente espaço da cabine do modelo. Tipos populares como a série de biturbinas leves AW109 e os biturbinas intermediários AW139 também provaram ser extremamente bem-sucedidos na América Latina e no México para várias aplicações, incluindo transporte VIP / corporativo, ao longo dos anos e o AW169 é agora mais uma opção para atender aos requisitos do mercado regional em evolução. Ao mesmo tempo, como irmão mais leve do AW139 de classe mundial, o AW169 se beneficia das semelhanças da Família AW, oferecendo recursos semelhantes em uma escala menor e mais leve com equipamentos e sistemas diferenciados. Os modelos AW109 GrandNew e Trekker continuarão a oferecer os melhores recursos da categoria para operadores que procuram biturbinas leves com alto desempenho e níveis de personalização. Foto: Divulgação  



Publicidade