Fechar

Industria



Compartilhar:

RSS

Procura por viagens aérea registra queda de 75,3% em agosto

Procura por viagens aérea registra queda de 75,3% em agosto

A Associação Internacional de Transporte Aéreo rebaixou sua previsão de tráfego no ano para refletir uma recuperação mais fraca do que o esperado, como evidenciado por um fim sombrio para a temporada de viagens de verão no Hemisfério Norte. A IATA agora espera que o tráfego em 2020 caia 66% em comparação com o ano passado. A estimativa anterior era de uma queda de 63%. A demanda de passageiros em agosto continuou a ser extremamente deprimida em relação aos níveis normais, com uma queda de 75,3% em relação ao mesmo mês de 2019. Isso melhorou apenas ligeiramente em comparação com a contração anual de 79,5% registrada em julho. Os mercados domésticos continuaram a superar os mercados internacionais em termos de recuperação, embora a maioria tenha permanecido substancialmente abaixo do ano anterior. A capacidade recuou 63,8% em comparação com o mesmo mês do ano passado e a taxa de ocupação despencou 27,2 pontos, marcando a maior baixa de todos os tempos em agosto de 58,5%. Com base nos dados de voo, a recuperação dos serviços de passageiros foi interrompida em meados do mês anterior por um retorno das restrições governamentais em face de novos surtos de COVID-19 em vários mercados importantes. As reservas futuras para viagens aéreas no quarto trimestre mostram que a recuperação desde o ponto mais baixo de abril continuará a vacilar. Considerando que o declínio no crescimento ano a ano deveria ter moderado para -55% até dezembro, uma melhora muito mais lenta é esperada agora com a previsão do mês de dezembro ser 68% abaixo do ano anterior. As companhias aéreas latino-americanas tiveram uma queda de 93,4% na demanda em agosto em relação ao mesmo mês do ano passado, contra uma redução de 94,9% em julho. A capacidade caiu 90,1% e a taxa de ocupação declinou 27,8 pontos percentuais atingindo 56,1%, a segunda maior entre as regiões. Mais informações no portal www.iata.org. Foto: Renato Oliveira




Publicidade