Fechar

Industria



Compartilhar:

RSS

Demanda global por carga aérea registra queda de 12,6% em agosto

Demanda global por carga aérea registra queda de 12,6% em agosto

A Associação Internacional de Transporte Aéreo divulgou dados para os mercados globais de frete aéreo em agosto, mostrando que a melhora continua lenta em meio a capacidade insuficiente. A demanda mudou ligeiramente em uma direção positiva mês a mês, no entanto os níveis permanecem deprimidos em comparação com o ano passado. A melhoria continua em um ritmo mais lento do que alguns dos indicadores antecedentes tradicionais poderiam sugerir. Isso se deve à restrição de capacidade decorrente da perda de espaço de carga disponível, pois os aviões de passageiros permanecem estacionados. A demanda global ficou 12,6% abaixo dos níveis do ano anterior em agosto. Isso é uma melhoria modesta em comparação à queda de 14,4% ano-a-ano registrada em julho. A capacidade global diminuiu 29,4% no mês em relação ao ano anterior. A oferta de carga aérea internacional ficou 67% abaixo dos níveis de agosto de 2019 devido à retirada dos serviços de passageiros em meio à pandemia de COVID-19. Isso foi parcialmente compensado por um aumento de 28,1% na capacidade de aviões cargueiros. A utilização diária de um jato de grande porte do tipo é de quase 11 horas por dia, os níveis mais altos desde que esses números foram monitorados em 2012. As transportadoras latino-americanas relataram uma queda estável na demanda de 26,1% em comparação com o ano anterior, encerrando três meses consecutivos de deterioração da procura. A demanda nas rotas comerciais entre a América Latina e a América do Norte compensou a fraqueza em outras rotas. A capacidade continua significativamente limitada na região, com a oferta internacional diminuindo 38,5% em agosto, a maior queda de qualquer região. Mais informações no portal www.iata.org. 




Publicidade