Fechar

Industria



Compartilhar:

RSS

IATA alerta governos para gargalos no transporte de carga aérea

IATA alerta governos para gargalos no transporte de carga aérea

A Associação Internacional de Transporte Aéreo e seus membros renovaram seu chamado aos governos para que tomem medidas urgentes para garantir que as linhas vitais de fornecimento de carga aérea permaneçam abertas, eficientes e eficazes. A crise do COVID-19 viu quase toda a frota mundial de aeronaves de passageiros mantida em solo, aviões que normalmente transportam quase a metade do total de remessas. As companhias estão se esforçando para atender a lacuna entre a demanda de carga e a elevação disponível de todos os modos possíveis, incluindo a reintrodução de serviços de transporte de carga e o uso de aeronaves de passageiros para operações do tipo. Para apoiar esses esforços, os governos precisam remover os principais obstáculos como introdução de procedimentos rápidos para licenças de sobrevoo e aterrissagem para as operações, particularmente em centros de fabricação importantes na China, Coréia do Sul e Japão, em resposta ao aumento do número de fretamentos de carga que substituem as operações de passageiros retiradas, isentar membros da tripulação de voo que não interagem com o público dos requisitos de quarentena de 14 dias para garantir a manutenção das cadeias de suprimentos, suporte a direitos de tráfego temporário para operações de carga em que possam ser aplicadas restrições, remoção de impedimentos econômicos, como cobranças de sobrevoo, taxas de estacionamento e restrições de slots para apoiar operações durante esses tempos sem precedentes, e retirada do toque de recolher do horário de operação dos voos de carga para facilitar as atividades da rede global. A Organização Mundial da Saúde reiterou a importância da carga aérea na luta para retardar a disseminação do COVID-19. 




Publicidade