Fechar

Industria



Compartilhar:

RSS

Airbus testa o primeiro jato A321 convertido para o transporte de cargas

Airbus testa o primeiro jato A321 convertido para o transporte de cargas

Os jatos Airbus A321 que concluíram seu serviço operacional transportando passageiros para as companhias aéreas em breve poderão ter uma segunda vida como cargueiros, convertidos por meio de um programa envolvendo a ST Engineering e a fabricante europeia com sua joint venture Elbe Flugzeugwerke (EFW). A aeronave protótipo designada A321P2F realizou recentemente seu primeiro voo após sofrer um retrabalho nas instalações em Cingapura, com a configuração modificada prevista para receber seu certificado de tipo suplementar (STC) no primeiro trimestre de 2020. Modificar um A321 do passageiro para a versão P2F envolve a integração de uma grande porta de carga na fuselagem dianteira, obstruindo as janelas de passageiros e desativando a maioria das portas. A cabine é então reformada, incluindo a instalação de uma parede de barreira rígida e o piso é reforçado. Assim, pode oferecer espaço para 14 contêineres/paletes grandes no convés principal e dez do tipo LD3 no inferior. A cliente de lançamento Vallair, uma empresa de comércio e leasing de aeronaves sediada em Luxemburgo, encomendou dez conversões. A entrada em serviço do primeiro A321P2F está prevista para o terceiro trimestre deste ano com a companhia aérea australiana Qantas. Um segundo cliente é a BBAM, uma empresa de gerenciamento de aluguel de aeronaves sediada em San Francisco, que fez um pedido de duas conversões.




Publicidade