Fechar

Industria



Compartilhar:

RSS

Jungheinrich apresenta soluções para operações aeroportuárias durante o IBAS

Jungheinrich apresenta soluções para operações aeroportuárias durante o IBAS

A empresa Jungheinrich apresenta durante a 2ª Edição do IBAS – International Brazil Air Show, melhores soluções para movimentação de cargas no setor de aviação. O evento acontece entre os dias 11 e 13 de setembro no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, sendo o mais importante do país no segmento aeroespacial e tem como tema a conectividade e inovação para o fortalecimento do transporte aéreo na América Latina. Voltado para o mercado investidor, o encontro deve reunir mais de três mil participantes, empresas, entidades, órgãos governamentais e especialistas nacionais e internacionais para debater sobre o setor e sua importância na economia e no desenvolvimento do Brasil. A companhia está presente em diversos aeroportos, como o de Hamburgo, na Alemanha, um dos mais movimentados do mundo, com um fluxo anual de mais de 10 milhões de peças de bagagem. Os equipamentos mais procurados são os rebocadores elétricos com bateria de lítio da linha EZS 5100 e 7280, que estarão expostos no estande da Jungheinrich no IBAS e podem ser utilizados para puxar reboques com um peso total de 10 a 28 toneladas, respectivamente. Dotados de um sistema remoto semiautomático, os equipamentos são acoplados e desacoplados em trailers sem que o operador tenha que descer do rebocador, um facilitador para o dia a dia nos pátios aeroportuários. Além disso, seu motor permite forte aceleração e alto índice de eficiência com baixo consumo de energia, mesmo ao rebocar cargas pesadas. A empilhadeira elétrica contrabalançada EFG 320 com bateria de lítio também faz parte da rotina de operações aeroportuárias e estará exposta no evento. As máquinas desse modelo são mais compactas e não apresentam restrição para o uso em ambientes externos. Além disso, emitem baixos ruídos e permitem um alto grau de giro, proporcionando uma maior mobilidade ao operador. O portfólio da empresa com baterias de lítio, com zero emissão direta de gases poluentes, desempenha um papel cada vez mais importante na busca de maior segurança, menores custos e representa a melhor alternativa para a conquista das metas sustentáveis estabelecidas pelo segmento aeroportuário: até o ano de 2050, o setor deve cortar suas emissões de carbono em 50%. 




Publicidade