Fechar

Industria



Compartilhar:

RSS

Boeing registra novos recordes para entrega de aeronaves e amplia carteira de pedidos

Boeing registra novos recordes para entrega de aeronaves e amplia carteira de pedidos

A fabricante norte-americana Boeing anunciou ter entregue 69 aeronaves 737 em dezembro e estabeleceu um novo recorde anual de 806 entregas em 2018, superando a marca de 763 unidades do ano anterior. Mesmo com a alta, a Boeing registrou um aumento em sua carteira de pedidos com 893 novos acordos, incluindo 203 vendas de aviões em dezembro. Com uma carteira de pedidos de sete anos, a empresa aumentou a produção do modelo 737 em meados de 2018 para 52 aviões/mês. Quase metade das 580 entregas do jato no ano foram da família MAX. Ao mesmo tempo, a Boeing continuou a construir o 787 Dreamliner com a mais alta taxa de produção para um avião de corredor duplo, para apoiar a alta demanda pelo modelo. O programa terminou o ano com 145 entregas e os modelos 777, 767 e 747-8 completaram o total para o ano. As entregas do 767 incluem a transferência de dez aeronaves 767-2C para a divisão de Defesa para o programa de abastecimento KC-46 da Força Aérea dos Estados Unidos. Em termos de pedidos, a Boeing obteve sucesso de vendas em todo o seu portfólio de aeronaves, com pedidos avaliados em US$ 143,7 bilhões. Embora a carteira tenha aumentado para quase todos os modelos, a empresa mostrou uma força especial na categoria de corredor duplo com 218 encomendas de fuselagem larga no ano passado. O 787 Dreamliner registrou 109  novos pedidos no período ou cerca de 1.400 desde o lançamento. O modelo 777 manteve seu ritmo de vendas estável com 51 pedidos em 2018. Com os pedidos adicionais em dezembro, o programa já ultrapassou 2.000 contratos desde o seu lançamento. A Família 737 MAX também alcançou um importante marco de vendas no mês superando os 5.000 pedidos, com 181 novas vendas em dezembro. Para o ano inteiro, o programa 737 obteve 675 pedidos, incluindo contratos para 13 novos clientes.




Publicidade