Fechar

Aviação Militar/Geral



Compartilhar:

RSS

Alemanha aprova compra de cinco aviões de patrulha marítima Boeing P-8A

Alemanha aprova compra de cinco aviões de patrulha marítima Boeing P-8A

 

O Departamento de Estado dos EUA aprovou uma possível venda militar estrangeira de cinco aeronaves de patrulha marítima Boeing P-8A para a Alemanha por um custo estimado de US$ 1,77 bilhão.

Além de cinco aeronaves P-8A, Berlim solicitou software de missão aberta tática, sensores eletro-ópticos / infravermelhos L3Harris Wescam MX-20HD, radar de vigilância marítima, litorânea e terrestre Raytheon APY-10, medidas de suporte eletrônico Deagel ALQ-240 e sistemas BAE ALE-47 sistemas dispensadores de contramedidas, entre outros subsistemas, equipamentos de apoio, equipamentos de manutenção, dispositivos de treinamento e peças de reposição.

Alemanha opera atualmente oito Lockheed P-3C Orion, que estão chegando ao fim de sua vida útil e serão aposentados em 2024, substituindo-os pelo P-8A Poseidon. A venda proposta permitirá que a Alemanha modernize e sustente sua capacidade de aeronaves de vigilância marítima pelos próximos 30 anos.

Além das missões da OTAN, aeronaves de patrulha marítima como o P-8A provavelmente seriam usadas pela Alemanha para rastrear navios de superfície russos e submarinos no Mar do Norte e no Mar Báltico. A Rússia possui importantes bases navais no Mar Báltico, incluindo instalações em seu enclave de Kaliningrado e em São Petersburgo.

Os clientes do Boeing P-8 incluem a marinha indiana, a Força Aérea Real Australiana, a Força Aérea Real da Nova Zelândia, a Força Aérea Real Norueguesa, a Marinha da República da Coréia, a Força Aérea Real do Reino Unido e a Marinha dos Estados Unidos.

Foto: Divulgação

 



SAIBA MAIS

Aviação Civil

16/03/2021


Assista no canal PandAviation, a entrevista com Carlos Spagat, diretor da Revista Flap Não deixe de assistir a live 015 do canal PandAviation com Carlos Spagat, fundador e Publisher da FLAP Internacional, a mais antiga revista de aviação do Brasil, com mais de 580 edições ininterruptas   Uma interessante conversa com Gianfranco Beting cheia de histórias e anedotas da aviação. Assista em: https://www.youtube.com/watch?v=zaHVCNR0MZc&t=2374s  


Industria

15/03/2021


Helisul vai comercializar o FastFin   A Helisul assinou contrato de representação para venda e instalação dos produtos da BLR no Brasil. O equipamento, que aumenta a produtividade dos helicópteros e reduz a fadiga do piloto em operações especiais já foi instalado em duas aeronaves da empresa e os resultados são bastante animadores. A empresa BLR é fabricante do FastFin® Tail Rotor Enhancement and Stability System para os helicópteros Airbus H125, disponível também para os modelos AS350B2 e AS350B3. O FastFin usa gerenciamento avançado de fluxo de ar para aumentar a eficácia do sistema anti-torque do H125 aumentando significativamente a capacidade de carga e a estabilidade do helicóptero. “Estamos muito contentes com a novidade porque já instalamos em dois helicópteros de nossa frota: um AS350B2 e um H125 e comprovamos as significativas melhorias de desempenho. Entre elas, a redução da carga de trabalho do piloto, especialmente nos voos pairados que demandam muito o uso dos pedais, para controle do rotor de cauda, aumento da capacidade de carga útil da aeronave de 30 a 60 kg, muito necessária não só para operações policiais como também para missões de carga externa e combate a incêndios. E ainda e a redução dos custos de manutenção na transmissão de cauda devido a proteção térmica provida pelo FastFin contra o calor gerado pela exaustão dos gases do motor”, disse Luis Carlos Munhoz da Rocha, diretor comercial da Helisul. Isso é apenas o começo. Com a certificação na Europa do sistema de gerenciamento do motor da Thales (VMD) o ganho em capacidade de carga útil para o H125 com o FastFin vai chegar a 20%, ficando entre 150 e 190 kg. “Ou seja, vamos ter helicópteros de menor porte com capacidade de um de grande helicóptero, o que representa enorme ganho de produtividade para os operadores e benefício para o cliente”, disse o diretor. A frota atual da Helisul é composta por mais de 50 aeronaves, entre helicópteros e aviões. Mais informações em www.helisul.com Foto: Divulgação    



Publicidade