Fechar

Aviação Militar/Geral



Compartilhar:

RSS

Boeing inicia produção do treinador avançado T-7A Red Hawk

Boeing inicia produção do treinador avançado T-7A Red Hawk

 

O jato de treinamento, conhecido como eT-7A Red Hawk pela Força Aérea dos EUA por causa de sua herança digital, foi totalmente projetado usando definição baseada em modelo 3D e sistemas de gerenciamento de dados desenvolvidos na Boeing durante as últimas duas décadas.

“O futuro do domínio do ar reside na capacidade de se mover rapidamente, assumir riscos inteligentes e formar parcerias em novas maneiras de fazer o trabalho”, disse Shelley Lavender, vice-presidente sênior de Strike, Vigilância e Mobilidade da Boeing. “Ao criar aeronaves e sistemas ao longo de uma linha digital, podemos acelerar os tempos de construção e aumentar a qualidade e acessibilidade para nossos clientes de uma forma que nunca foi feita antes.”

Em setembro de 2018, a USAF concedeu à Boeing um contrato de US$ 9,2 bilhões para fornecer 351 aeronaves de treinamento avançado e 46 simuladores de treinamento em solo. A Saab faz parceria com a Boeing no treinador e fornece a seção traseira da fuselagem do jato.

“Este é um momento histórico para o programa e para a indústria”, disse Chuck Dabundo, vice-presidente de Programas T-7 da Boeing. “O processo de construção aproveita a montagem do determinante em tamanho real, o que permite que os técnicos construam a aeronave com o mínimo de ferramentas e perfuração durante o processo de montagem. O processo digital é responsável por um aumento de 75% na qualidade.”

Foto: Divulgação

 



SAIBA MAIS

Industria

23/02/2021


Empresa de leasing diz à Boeing para resolver problemas do 787 antes de pensar num novo avião   Durante sua teleconferência de resultados, John Plueger, CEO da Air Lease Corporation, disse que a Boeing deveria se concentrar em colocar sua própria casa em ordem. Nos últimos meses, muito se falou sobre onde a Boeing deveria centrar seus próximos esforços de pesquisa e desenvolvimento. No momento, o fabricante tem duas lacunas no mercado que precisam ser preenchidas. A primeira é a de um avião de fuselagem convencional; um design limpo para substituir o 737 de 70 anos. A segunda é uma solução intermediária do mercado para preencher o espaço deixado pela aposentadoria dos 757 e 767. Muitos acreditam que a vantagem que a Airbus tem no setor de um corredor, com o A321LR e o XLR significa que a Boeing já perdeu o barco e, portanto, deve se concentrar na substituição de um corpo widebody. “Queremos que a Boeing ... conserte sua casa, que a coloque em ordem. Os atrasos do 787 estão nos afetando, assim como o resto das entregas e o processo de fabricação. A Boeing passou por um período tremendamente difícil e, embora certamente tenha feito muito progresso, a verdade nua e crua é que precisamos que eles consertem o restante de sua casa antes de termos qualquer interesse em falar sobre novas aeronaves.” Foto: Divulgação  


Aviação Civil

24/02/2021


KLM continua operando de São Paulo e Rio de Janeiro para Amsterdã       Compartilhar: < alt="twitter-widget-0" scrolling="no" frameborder="0" allowtransparency="true" allowfullscreen="true" title="twitter-share-button twitter-share-button-rendered twitter-tweet-button" title="Twitter Tweet Button" src="https://platform.twitter.com/widgets/tweet_button.6e189c4f2b6d88c453045806323cdcf3.pt.html#dnt=false&alt=twitter-widget-0&lang=pt&original_referer=http%3A%2F%2Fwww.revistaflap.com.br%2Fweb%2Faviacao-civil%2Fnoticias%2F21325-klm-continua-operando-de-sao-paulo-e-rio-de-janeiro-para-amsterda&size=m&text=Revista%20Flap%20Internacional%20-%20Avia%26ccedil%3B%26atilde%3Bo%20Civil%20-%20KLM%20continua%20operando%20de%20S%C3%A3o%20Paulo%20e%20Rio%20de%20Janeiro%20para%20Amsterd%C3%A3%3A&time=1614176468497&type=share&url=http%3A%2F%2Fwww.revistaflap.com.br%2Fweb%2Faviacao-civil%2Fnoticias%2F21325-klm-continua-operando-de-sao-paulo-e-rio-de-janeiro-para-amsterda%23.YDZg1Et_2YA.twitter&via=revistaflap" data-url="http://www.revistaflap.com.br/web/aviacao-civil/noticias/21325-klm-continua-operando-de-sao-paulo-e-rio-de-janeiro-para-amsterda#.YDZg1Et_2YA.twitter" style="box-sizing: border-box; position: static; visibility: visible; width: 70px; height: 20px;"> < name="f36feeae5174664" width="90px" height="25px" data-testalt="fb:like Facebook Social Plugin" title="fb:like Facebook Social Plugin" frameborder="0" allowtransparency="true" allowfullscreen="true" scrolling="no" allow="encrypted-media" src="https://www.facebook.com/web.6/plugins/like.php?action=like&app_alt=172525162793917&channel=https%3A%2F%2Fstaticxx.facebook.com%2Fx%2Fconnect%2Fxd_arbiter%2F%3Fversion%3D46%23cb%3Df3c6b6c788c6d68%26domain%3Dwww.revistaflap.com.br%26origin%3Dhttp%253A%252F%252Fwww.revistaflap.com.br%252Ff381e279ba1bb58%26relation%3Dparent.parent&container_width=76&font=arial&height=25&href=http%3A%2F%2Fwww.revistaflap.com.br%2Fweb%2Faviacao-civil%2Fnoticias%2F21325-klm-continua-operando-de-sao-paulo-e-rio-de-janeiro-para-amsterda&layout=button_count&locale=pt_PT&sdk=joey&send=false&share=false&show_faces=false&width=90" style="box-sizing: border-box; position: absolute; border-width: initial; border-style: none; visibility: visible; width: 90px; height: 28px;">     KLM continua operando de São Paulo e Rio de Janeiro para Amsterdã     Nesses voos serão aceitos (incluindo conexões) apenas cidadãos holandeses, Estado Schengen e outros residentes da UE, equipe médica, marítimos e tripulantes de companhias aéreas. A KLM opera diariamente para São Paulo e às segundas, terças, quintas e sábados para o Rio de Janeiro.     Os requisitos para entrada na Holanda continuam os mesmos. Um teste PCR negativo feito 72 horas antes da chegada/trânsito na Holanda, um teste rápido (PCR, Antigénico ou LAMP) feito no máximo quatro horas antes do embarque e uma declaração de saúde preenchida. Para os passageiros que têm a Holanda como destino final, também é necessário um período de auto isolamento de 10 dias na chegada.   Foto: Divulgação  



Publicidade