Fechar

Aviação Militar/Geral



Compartilhar:

RSS

Joint venture desenvolverá novos mercados para o C-390 Millennium

Joint venture desenvolverá novos mercados para o C-390 Millennium

As fabricantes brasileira e norte-americana anunciaram que sua joint venture para promover e desenvolver novos mercados para a aeronave multimissão C-390 Millennium será chamada Boeing Embraer – Defense. A organização estará operacional somente depois que a joint venture das empresas receber as aprovações dos órgãos regulatórios e cumprir com as condições para a conclusão das negociações. A Embraer também anunciou durante o Dubai Air Show o novo nome de sua aeronave de transporte multimissão. A nova designação reflete maior flexibilidade e valor para os operadores que procuram um avião para realizar missões de transporte aéreo e mobilidade aérea, entre outros. O modelo é uma aeronave de transporte tático desenvolvida para estabelecer novos padrões na sua categoria, apresentando ao mesmo tempo o menor custo do ciclo de vida do mercado. A aeronave oferece as vantagens dos motores a jato para desempenhar missões de transporte aéreo e de carga, com maior mobilidade, design robusto, maior flexibilidade, tecnologia comprovada de ponta e manutenção mais fácil e eficiente. O C-390 Millennium é capaz de executar uma variedade de missões, como reabastecimento aéreo, transporte de carga e tropas, lançamento aéreo de carga e paraquedistas, busca e salvamento, combate aéreo a incêndios e missões humanitárias. A Embraer terá 51% de participação na nova unidade, enquanto a Boeing deterá os 49% restantes. A parceria do modelo é uma das duas joint ventures planejadas entre as empresas. A Boeing Brasil - Commercial será uma outra unidade composta pelas operações de aviação comercial da fabricante brasileira, com 80% de participação da Boeing e 20% da Embraer. As empresas esperam que a transação seja concluída no início de 2020.




Publicidade