Fechar

Aviação Militar/Geral



Compartilhar:

RSS

Saab apresenta o primeiro Gripen E para o Brasil

Saab apresenta o primeiro Gripen E para o Brasil

A fabricante sueca Saab deu mais um passo importante para a entrega do caça Gripen E ao cliente brasileiro. Marcado por uma cerimônia em Linköping no último dia 10 de setembro, a primeira aeronave foi entregue para iniciar o programa de ensaios em voo. Inicialmente, as avaliações serão feitas na Suécia e até o final de 2020, o modelo irá para o Brasil para dar continuidade na campanha de testes no país. Em 2021, será iniciada a entrega formal para a Força Aérea Brasileira. A parceira com o Brasil começou em 2014 com o contrato no valor de 39,3 bilhões de coroas suecas para o desenvolvimento e produção de 36 caças Gripen E/F para a FAB, incluindo sistemas relacionados, suporte e equipamentos. A Saab está impulsionando o desenvolvimento da indústria aeronáutica local através das empresas parceiras, que inclui um amplo programa de transferência de tecnologia ao Brasil, que será entregue pelo prazo de aproximadamente dez anos. Os caças são desenvolvidos e produzidos com a participação de técnicos e engenheiros brasileiros. Essa integração faz parte da transferência de tecnologia e visa proporcionar o conhecimento prático necessário para a execução dessas mesmas atividades no Brasil. A partir de 2021, a montagem completa de 15 aeronaves começará no país. O desenvolvimento do Gripen F, de dois lugares, está progredindo com atividades abrangentes no centro em Gavião Peixoto/SP. As entregas desta variante devem começar em 2023. O Gripen E se baseia no design bem-sucedido de versões anteriores, sendo um caça moderno, com um design balanceado, equipado com tudo o que é necessário em um modelo multimissão. Atualmente, cinco países operam o Gripen: Suécia, África do Sul, República Tcheca, Hungria e Tailândia, e em breve, o Brasil se juntará a esse grupo. F-39 é a designação da Força Aérea Brasileira para o modelo.




Publicidade