Fechar

Aviação Executiva



Compartilhar:

RSS

Gulfstream aprimora programa de redesenho de aeronaves

Gulfstream aprimora programa de redesenho de aeronaves

 

A Gulfstream Aerospace Corp. anunciou que aprimorou seu programa de redesenho de aeronaves para oferecer várias opções destinadas a atender a uma ampla gama de necessidades e prazos do proprietário. Qualquer aeronave da Gulfstream pode ser reprojetada em apenas 30 dias úteis.

“Ninguém conhece uma aeronave da Gulfstream como nós”, disse Derek Zimmerman, presidente de Suporte ao Cliente da Gulfstream. “Nossa experiência premiada, fabricação de qualidade e materiais superiores tornam a Gulfstream a melhor escolha para um redesenho. Uma aeronave atualizada não apenas melhora o conforto geral do cliente, mas também pode aumentar a comercialização da aeronave.”

O novo programa da Gulfstream capacita os clientes a escolher um pacote de reforma que melhor se adapte à sua situação: os clientes do redesenho recebem um membro dedicado da equipe de design de interiores premiada e internacionalmente reconhecida da Gulfstream, que trabalha com eles do planejamento à conclusão e fornece o serviço de classe mundial da Gulfstream do início ao fim.

“Para refletir ainda mais a conveniência e o benefício de escolher a Gulfstream, os reprojetos da aeronave podem ser realizados quando a aeronave já estiver passando por outros serviços de manutenção”, disse Zimmerman.

Foto: Divulgação

 



SAIBA MAIS

Industria

10/02/2021


Bristow não vê recuperação para helicópteros offshore em 2021       A empresa de serviços de helicópteros Bristow Group anunciou um prejuízo líquido crescente no quarto trimestre e confirmou sua intenção de buscar US$ 400 milhões em novos financiamentos para pagar dívidas de alto custo, algumas das quais com vencimento em 2022. O CEO Chris Bradshaw também disse que não vê o negócio de energia offshore de Bristow melhorando até o próximo ano. No último trimestre, a Bristow registrou prejuízo de US$ 57,1 milhões em receitas operacionais de US$ 300,3 milhões, em comparação com uma perda de US$ 27,9 milhões em receitas de US$ 295,7 milhões no trimestre anterior. Bristow continua a “dimensionar” a sua frota, descartando cinco Sikorsky S-76C++, dois Bell B412 e sete Bell B407, além de um simulador Airbus H225. Durante o trimestre anterior, a empresa vendeu 10 helicópteros Airbus H225, nove S-76C++ e 12 Bell 407. Foto: Divulgação  


Aviação Civil

10/02/2021


O Airbus A380 poderá não voltar a voar na Etihad   O CEO da Etihad afirmou que não tem certeza se a frota do A380 da companhia aérea algum dia retornará aos céus. Em vez disso, a aérea está se concentrando em jatos menores e mais eficientes para operar em suas rotas, com o 787 Dreamliner marcado como a espinha dorsal de sua frota. A Etihad tem um total de 10 Airbus A380 em sua frota, todos parados desde março de 2020. Com a demanda por aeronaves de alta capacidade quase inexistente, juntamente com custos operacionais mais elevados, muitas outras companhias aéreas ao redor do mundo fizeram o mesmo. De acordo com Tony Douglas, CEO da Etihad, “a transportadora não tem planos de voar com seus A380 tão cedo e não está claro se eles retornarão, pois os jatos de dois andares teriam uma função apenas nas rotas mais movimentadas para cidades como Londres e Nova York, no caso de uma forte recuperação.” “A ideia realmente é nos concentrarmos no 787 Dreamliner, declarou Parker”. A companhia aérea ainda tem interesse em jatos grandes, com seis pedidos pendentes para o novo Boeing 777-9. Com capacidade para 426 passageiros, o 777-9 deve entrar em serviço no final de 2023, após atrasos contínuos, e sem data para serem recebidos. Foto: Divulgação    



Publicidade