Fechar

Aviação Civil



Compartilhar:

RSS

Venezuela suspende os voos domésticos por duas semanas

Venezuela suspende os voos domésticos por duas semanas

 

O presidente do Instituto Nacional de Aeronáutica Civil da Venezuela (INAC), Juan Teixeira Díaz, informou que devido à quarentena radical em todo o país anunciada pelo presidente Nicolás Maduro, os voos nacionais autorizados estão suspensos do domingo, 21 de março a 4 de abril de 2021.

Por outro lado, ele confirmou que as cinco rotas autorizadas para voos internacionais continuam operando sem restrições.

Foto: Divulgação

 



SAIBA MAIS

Aviação Civil

22/03/2021


Azul transportou 25,9% menos passageiros em fevereiro A Azul Linhas Aéreas diminuiu o número de passageiros transportados em 25,9% em relação a janeiro deste ano. Essa queda é explicada pela aproximação da baixa temporada, aliada ao aumento dos casos de COVID no país. Comparando o RPK (número de passageiros transportados pelo número de quilômetros voados) de fevereiro de 2021 com o de 2020, observa-se uma redução de 34,4% (contando viagens nacionais e internacionais). Em relação a janeiro de 2021, fevereiro teve uma redução de 25,9% no número de passageiros transportados. Ressalte-se que, no mês passado, as operações nacionais representaram 98,7% do total. Na comparação com o mês anterior, a oferta de assentos nos voos da Azul diminuiu 25,6%. A taxa de ocupação da companhia aérea foi semelhante à de janeiro: 78,4% em fevereiro contra 78,7% em janeiro. Foto: Divulgação


Aviação Civil

22/03/2021


Gol acredita em recuperação mais consistente no segundo trimestre   Fechando o ano de 2020 com um prejuízo líquido de R$ 2,3 bilhões e uma redução de 14,9% no resultado operacional, a Gol Linhas Aéreas vem sentindo o forte impacto da pandemia de covid-19. Mesmo após uma leve recuperação no final do ano passado, após o aumento de casos no Brasil, a aérea precisou reduzir sua malha de abril para 200 voos por dia, número equivalente a agosto de 2020, e deixará de voar temporariamente para 9 cidades. Acredito que no fim do segundo trimestre veremos uma recuperação mais consistente do que estamos vendo agora, já que é previsto que a população acima de 60 anos seja vacinada. Isso diminuirá os casos da doença e as mortes”, diz o presidente da aérea, Paulo Kakinoff. Sobre oferta e capacidade, ele diz que o Brasil está enfrentando o mesmo fenômeno do começo da pandemia e que isso afeta os planos de curto prazo da companhia. Por isso, a empresa está sendo racional sobre a nova capacidade. “Alguns players do mercado estão reagindo mais rapidamente ou já têm no radar o que está acontecendo um pouco antes dos outros. Mas não estamos dependendo disso, tomamos medidas a fim de gerenciar nossa performance, independentemente de como nossos concorrentes estão agindo”, afirmou. Foto: Divulgação    



Publicidade