Fechar

Aviação Civil



Compartilhar:

RSS

Volga-Dnepr reativa quatro AN-124

Volga-Dnepr reativa quatro AN-124

 

A cargueira Volga-Dnepr confirmou que quatro dos seus Antonov An-124s voltaram ao serviço, e mais cinco poderão fazê-lo ainda este mês. A aérea parou toda sua frota por precaução após uma falha de motor em novembro passado.

É uma boa conquista para a companhia, que, no final de dezembro, havia apenas reintroduzido um de seus AN-124. A aérea vem conduzindo verificações de segurança rigorosas em toda a sua frota após o pouso forçado do ano passado.

Com a demanda de carga aérea em alta, a parada não poderia ter vindo em pior momento.

Enquanto os clientes da companhia aérea tinham acesso às suas outras aeronaves para embarques durante a parada, para algumas situações, o An-124 é simplesmente insubstituível.

Volga-Dnepr possui 12 Antonov An-124, 19 Boeing 747F, oito 737F e um 777, além de cinco Ilyushin Il-76. Os 747 foram um substituto adequado para o Antonov em alguns casos, mas para outros, particularmente o aeroespacial, apenas o An- 124 é adequado.

O diretor comercial observou à Air Cargo News que, por enquanto, os An-124s reativados se concentrariam em remessas "sensíveis". Isso inclui, disse ele, atividades relacionadas com a distribuição da vacina em todo o mundo.

Foto: Divulgação

 



SAIBA MAIS

Aviação Civil

22/01/2021


KLM vai suspender os voos do Brasil para Holanda   Em decorrência da nova regulamentação do governo holandês para entrada no país anunciada no dia 20 de janeiro, os voos da KLM com partida de vários destinos de longa-distância, incluindo o Brasil, e na Europa, serão cancelados a partir de amanhã, 23 de janeiro. Os voos da KLM continuarão operando com passageiros de Amsterdã para o Brasil. As operações de carga serão mantidas. Os clientes com reservas nos voos cancelados serão reacomodados sempre que possível. A KLM está fazendo o possível para reduzir a inconveniência para os passageiros. A Holanda anunciou que vai exigir que todos os viajantes, de todos os países, apresentem um resultado negativo de teste de antígeno (teste rápido) e um resultado de PCR negativo antes de embarcar em um voo para o país. Portanto, quem desejar entrar no país precisa fazer os dois testes (rápido e o PCR), sendo que primeiro deve ser realizado em até 3 horas antes do voo, o que dificulta a vida do passageiro, já que não são todos os aeroportos que fornecem o serviço. Foto: KLM    


Aviação Civil

22/01/2021


Lufthansa rebatiza a start up Ocean como Eurowings Discover   Em 2020, Lufthansa anunciou sua intenção de lançar uma marca de lazer de longa distância, conhecida como ‘Ocean’ que operaria inicialmente com 11 aeronaves, atendendo a alguns dos destinos de lazer mais distantes da Eurowings, mas agora a rebatizou como ‘Eurowings Discover’. A Lufthansa espera que sua nova subsidiária concorra diretamente com a companhia aérea charter alemã Condor Flugdienst em rotas de longo curso saindo de Frankfurt (e posteriormente de Munique). Inicialmente utilizará três Airbus A330, com operações planejadas para começar no segundo semestre. No entanto, a pandemia está exigindo maior adaptabilidade das companhias aéreas, especialmente de novas empresas. Foto: Lufthansa    



Publicidade