Fechar

Aviação Civil



Compartilhar:

RSS

Nova companhia aérea colombiana

Nova companhia aérea colombiana

“O nosso primeiro destino será San Andrés”, disse William Shaw, presidente da Ultra Air, nova companhia, que ainda não definiu se a sua frota estará composta por Airbus A320 ou Boeing 737. “Ainda não sabemos se esses voos decolarão de Bogotá, Medellín ou Cali, mas com certeza, o primeiro avião pousará na ilha, ajudando na sua recuperação” afirmou o executivo.

Recentemente autorizada a operar, Ultra Air pretende ter 29 rotas nacionais e 15 internacionais, voando com preços 20% inferiores aos dos atuais oferecidos no país. O mexicano Shaw, que já foi fundador da Viva Air Colombia e ex CEO da mexicana Interjet, confia nas declarações do presidente colombiano Iván Duque, que disse que a recuperação econômica do país começerá em 2021 e crescerá 5%. “Confiamos em Colômbia e queremos fazer parte da sua recuperação”, declarou Shaw.

A criação da Ultra Air implicará num investimento de US$ 8 milhões e gerará 2.000 empregos diretos até 2025. Foto: Divulgação

 



SAIBA MAIS

Aviação Civil

04/12/2020


Copa Airlines é reconhecida como a melhor companhia aérea da última década na América Latina Copa Airlines, uma subsidiária da Copa Holdings, S. A, e membro da rede global de companhias aéreas da Star Alliance, foi reconhecida como a companhia aérea latino-americana de maior destaque durante o último 10 anos no Decade of Airline Excellence Awards organizado pela FlightGlobal, uma das principais fontes de pesquisa e informação da comunidade aeronáutica mundial.  "Em meio à pior crise da história da aviação e de nossa companhia aérea, estamos muito orgulhosos de receber este importante reconhecimento, que é fruto do trabalho, dedicação e comprometimento de toda a equipe da Copa Airlines. Na Copa, nos concentramos em oferecer um serviço de padrão internacional aos nossos passageiros e em posicionar nosso Hub das Américas como o melhor ponto de conectividade do continente. Dessa forma, continuaremos contribuindo para o crescimento da região, que hoje precisa de uma aviação sólida, mais do que nunca, diante da situação que vivemos", disse Pedro Heilbron, presidente executivo da Copa Airlines. A Copa Airlines foi premiada pelo foco na estratégia de sua frota e pela criação do Hub das Américas, localizado no Aeroporto Internacional de Tocumen, na Cidade do Panamá, que conecta destinos em toda a América Latina, incluindo mercados secundários, com o resto do continente e o Caribe.     


Aviação Civil

04/12/2020


Delta lança o primeiro rastreamento de contato do setor para viajantes que retornam aos Estados Unidos Ao compartilhar cinco informações simples, os clientes podem ajudar o governo norte-americano e as autoridades de saúde a reduzir as ocorrências de exposição potencial e fornecer aos viajantes informações importantes sobre saúde pública ·  A Delta lidera os esforços do segmento para monitorar a pandemia global e proteger os clientes; ·  O envio de informações de contato será um elemento obrigatório do programa de testagem para a COVID-19 da Delta, permitindo a entrada sem quarentena na Itália a partir de 19 de dezembro. A Delta está fazendo uma parceria com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês) para manter os clientes internacionais informados sobre uma potencial exposição à COVID-19 por meio de rastreamento de contato. Junto com seus nove parceiros aéreos globais, a companhia está trabalhando com agências governamentais e autoridades das áreas de saúde e aviação para oferecer viagens mais seguras em todos os pontos da jornada do viajante.  A partir de 15 de dezembro, a Delta se tornará a primeira companhia aérea norte-americana a pedir aos passageiros que viajam para os Estados Unidos a partir de um destino internacional que forneçam voluntariamente cinco dados para ajudar nos esforços de rastreamento de contato e de acompanhamento por parte dos órgãos de saúde pública, incluindo: ·  Nome completo;  Endereço de e-mail; ·  Endereço nos Estados Unidos; ·  Número de telefone preferencial; ·  Número de telefone opcional.   "Estudos independentes mostraram que os muitos níveis de proteção que a Delta já implementou estão efetivamente minimizando o risco de transmissão de COVID-19. E o rastreamento de contato adiciona mais uma medida importante às nossas iniciativas para garantir proteção durante a viagem”, disse o diretor executivo de Experiência do Cliente da Delta, Bill Lentsch. “Queremos que os clientes se sintam seguros quando voltam a viajar, e esse programa voluntário é mais uma maneira de fornecer garantias adicionais para eles e para nossos funcionários”. Os viajantes e aqueles em seu itinerário podem participar voluntariamente do programa de rastreamento de contato se eles: ·  Estão voando em qualquer rota operada pela Delta; ·  São um estrangeiro residente e/ou portador de passaporte norte-americano tendo os Estados Unidos como seu destino final. Nesse novo processo, a Delta está trabalhando com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças para agilizar o rastreamento de contato, transmitindo a eles, direta e seguramente, por meio da Alfândega e Proteção de Fronteiras dos Estados Unidos, os cinco dados solicitados aos clientes. Isso dará ao CDC acesso às informações em instantes, diminuindo drasticamente o tempo que o órgão leva para notificar os clientes afetados por meio dos departamentos de saúde locais. Ao avisar os passageiros com mais rapidez, bem como providenciar o acompanhamento para as autoridades de saúde, os órgãos competentes podem ajudar a reduzir as ocorrências de exposição potencial e retardar a propagação do vírus. Atualmente, quando há um caso confirmado de COVID-19 em que o viajante estava infectado ao voar, o CDC solicita uma lista de passageiros da Delta para identificar todos os clientes sentados em dois assentos ao redor do caso confirmado. Essa informação é então transmitida aos departamentos de saúde locais apropriados para monitoramento, com cada órgão assumindo a responsabilidade pelos passageiros em sua própria jurisdição. Os dados são fundamentais para a visão da Delta sobre o futuro das viagens e a empresa aérea entende que ela é tão importante quanto a confiança que os clientes depositam na companhia para proteger sua identidade e é repassado ao CDC por meio de canais estabelecidos entre as companhias aéreas e a Alfândega e Proteção de Fronteiras dos Estados Unidos para o Sistema Avançado de Informação de Passageiros. Esses elementos não serão retidos por não mais tempo do que o necessário para atingir os objetivos de rastreamento ou conforme exigido pela Alfândega e Proteção de Fronteiras.    



Publicidade