Fechar

Aviação Civil



Compartilhar:

RSS

Luzes externas de um avião são de vital importância durante a operação

Luzes externas de um avião são de vital importância durante a operação

A equipe de luzes exteriores da fabricante europeia Airbus baseada em Getafe, na Espanha, estabelece requisitos para os fornecedores da indústria para projetar e fabricar a iluminação das aeronaves garantindo o funcionamento correto em todas as condições, incluindo temperaturas muito frias em altas altitudes e altas temperaturas em climas quentes e as vibrações encontradas durante um voo típico. As luzes das aeronaves são divididas em duas grandes categorias: aquelas usadas para ajudar os pilotos a ver e aquelas que tornam a aeronave visível para os outros. Como os faróis de um carro, poderosas luzes voltadas para a frente são ligadas durante a escuridão e no mau tempo para ajudar as tripulações a discernir o chão à sua frente. Referidas como luzes de pouso, táxi e decolagem, estas lâmpadas super-brilhantes são utilizadas durante o táxi, decolagens e pousos. Outras luzes são usadas para detecção visual de gelo em motores e asas, enquanto outras iluminam áreas na aeronave com cobertura de câmera. Luzes que ajudam a tornar uma aeronave visível para os outros pilotos são as de navegação: uma vermelha no lado esquerdo e uma verde no lado direito. Complementado por luzes brancas e vermelhas piscando nas asas, fuselagem e cauda, ​​todas elas ajudam a determinar a posição de uma aeronave e direção. Finalmente, as aeronaves têm a sua cauda vertical iluminada por uma chamada luz de logotipo. Mais do que apenas consolidar a identidade da marca de uma operadora, uma superfície tão grande e brilhante também torna o avião mais visível tanto no ar como no chão. Ao todo, há um total de 23 luzes externas em um modelo da Família A320 e 41 no jato A350 XWB. Foto: Airbus/S.Ramadier


Publicidade